Tenha como Templo o Universo, como Prece o Trabalho, com Fé o Amor, Como Religião a Caridade - Babajiananda (Pai Tomé)


Uma Visão Psicológica das Bem-Aventuranças

Compartilhe

Isis2015
Colunista
Colunista

Mensagens : 226
Data de inscrição : 06/02/2015
Localização : Brasília

Uma Visão Psicológica das Bem-Aventuranças

Mensagem por Isis2015 em Seg Jun 08, 2015 8:37 pm

Boa noite a todos!

Compartilho com vocês, uma visão Psicológica das Bem-Aventurançs por Carl Gustav Jung


Carl Gustav Jung, psiquiatra suíço, foi muito feliz quando fez um paralelo entre os ensinamentos de Jesus e a psicologia.
Vejamos o que ele nos traz, na interpretação das Bem-aventuranças (Mateus 5:3-10).

Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus.
Felizes aqueles que têm consciência de sua pobreza espiritual e que buscam humildemente aquilo que necessitam.
Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados.
Os que choram se encontram envolvidos num processo de crescimento. Eles serão consolados quando o valor projetado, perdido, for recuperado no interior do psique.
Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a terra.
Essa mansidão está relacionada ao Ego, que precisa ser trabalhado, essa atitude é afortunada, pois o ego está pronto para receber ensinamentos e aberto às novas considerações que podem levar a uma rica herança. Herdar a terra significa adquirir uma consciência em saber se relacionar ao todo ou de ter uma participação pessoal no todo.
Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados.
Trata-se de um principio orientador interior, de caráter objetivo, que traz um sentimento de realizações do Ego que o busca com fome. A justiça de estar vivendo de acordo com a verdadeira e real necessidade interior.
Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia.
Se o Ego é misericordioso, ele receberá misericórdia do íntimo.
Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus.
A pureza ou a limpeza podem significar um estado do Ego, livre da contaminação de conteúdo ou motivações do inconsciente. Aquele que é consciente é puro, porque é consciente de que seu erro abre uma porta para experimentar a sua própria essência.
Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados de filhos de Deus.
O papel apropriado do Ego é mediar entre as partes oponentes aos conflitos intra-psíquicos internos.
Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus.
O Ego precisa suportar a dor e o sofrimento, sem sucumbir ao amargor e ao ressentimento, para relacionar-se à lei interna objetiva.

Yung nos mostra através dessa correlação entre os ensinamentos de Jesus e a psique humana que o principal ponto das Bem-aventuranças entendidas psicologicamente é a exaltação do Ego não inflado, um Ego humilde.

Na época de Jesus a violência, a ira, a luxúria e os instintos inconscientes eram elementos dominantes e de acordo com Jesus o Ego deve ser esvaziado dessas indefinições e ser capaz de perceber um algo a mais que dentro dele.

Percebemos que os relatos evangélico. tão cheios de muitas outras descobertas psicológicas importantes. Jesus formulou a concepção da projeção dois mil anos antes da psicologia profunda.

E quando disse: "E por que reparas o argueiro do olho do teu irmão. sem jamais pensares na trave que está em seu próprio, (Mateus 7:3) Jesus quis nos mostrar que temos que trabalhar em primeiro lugar os nossos vícios, erros, tendências negativas, antes de querer olhar os defeitos dos outros para censurá-los.

Os ensinamentos de Jesus devem ser tomados como um manual a ser estudado, tendido e seguido. Adentrando a um ano novo que poderia ser encarado como um ponto de referência, um marco para mudanças e renovações interiores, devemos procurar destruir os sentimentos velhos e fazer renascer os sentimentos novos.

Jesus nos ensinou: "Pedi e obterei, buscai e achareis, ajuda-te e o céu te ajudará," teus 7:7-11). Quando nos sentimos inseguros, busquemos a prece com o coração sincero e humilde, reconhecendo a própria fragilidade e a necessidade do auxílio. A prece é transmissão de pensamento e a vontade veiculo dele.

"Ajuda-te e o céu te ajudará" é o principio da lei do trabalho e por conseguinte a lei progresso, porque a evolução é filha do trabalho e o trabalho coloca em ação as forças da inteligência.

"Procurais e Achareis" significa: trabalha e produzirás. A terra é uma abençoada escola, onde aprendemos a colocar em prática que já conhecemos, superando nossas limitações. Cada dia é uma nova oportunidade de aprendizado; nenhum dia é igual, precisamos aprender a observar essas diferenças.

A fonte do sofrimento está dentro de nós mesmos, isso significa que podemos fazer algo para acabar com esse incômodo. Na nossa vida, percebemos que tudo é passageiro não temos tempo a perder e, se sentirmos dor durante essa caminhada é porque deixamos de respeitar as leis divinas e naturais mas estamos sendo alertados a voltar para o caminho do bem.

Centro Espírita Celeiro de Luz

    Data/hora atual: Seg Out 23, 2017 9:44 am